De onde se vê a Drica


Bem e lá vamos nós. Bem lembro como hoje do dia que a Drica veio falar comigo na reitoria para saber se eu faria o iniciação, e eu disse sim, daí ela pediu se podia esperar comigo até a hora de começar a aula a noite. Achei estranho, mas eu disse beleza. Na verdade eu devo ter dito sim, porém a Drica resolve as coisas sempre com blz, por mim blz. ;X Daí apropriei essa palavra ao meu vocabulário, deve ser a convivência. Bem também lembro-me quando estavamos andando em uma noite voltando pra casa, acho que era a 978 andanda que davamos pela Buarque de Macedo, a se essa rua falasse, mas nesse dia tomamos a decisão, mais feliz de nossas vidas, pois essa vontade já tava entalada na garganta, e começamos ali mesmo a compor uma dramaturgia a partir de idéias e surtações...e assim começamos o que é hoje a Cia.REKA de Teatro unimos forças e contruimos laços, mas isso não é sobre a REKA.

Pra mim acho que vai ser meio autoral, mas no fundo não será. A Drica em cena é fascinante. Ela tem certeza do que quer, não desiste fácil, engole o que for preciso mas do palco é difícil tira-lá. Ela é apaixonada por teatro, e essa paixão não tem fim, e só tende a crescer, assim espero. De todos os trabalhos junto a Drica e vendo ela em cena, quando não dividimos a cena, acho que nesse último percebo o quanto ela já é atriz, falo isso porque ela se questiona muito e ta certa ao fazer isso. Mas seu amadurecimento em cena, sua apropriação do que está desempenhando, vem ganhando força a cada dia. Lógico que ela tem que estar atenta pois a disciplina e consciência de seu trabalho tem que vir antes de qualquer um dela mesma, e quantas vezes nos disperçamos por preguiça ou comodismo? Não podemos.Pois como já

nos disse o saudoso Stanislavsky:“O ator deve trabalhar a vida inteira, cultivar seu espírito, treinar sistematicamente os seus dons, desenvolver seu caráter, jamais deverá se desesperar e nunca renunciar os seus dons, desenvolver seu caráter, jamais deverá se desesperar e nunca renunciar a este objetivo primordial: amar sua arte com todas as forças e amá-lo sem egoísmo."

Não só ama-lá como se dedicar a ela, sempre que necessário, vivência-la diariamente e preparar-se para a cena sem nunca achar-se pronto. Além de atriz, ela dirige, é figurinista e tudo mais que precisar ela é do coletivo, do teatro, da arte coletiva. Teatro que é lugar de onde se vê, e de onde se vê a Drica, tenha certeza de que ali é o seu lugar, seja no palco, nas coxias, no figurino, na iluminação, ela é uma artista. Que nessa vida você nunca desista de algo que fazem seus olhos brilhar, seu coração bater e você se apaixonar a cada dia mais, de onde eu estiver estarei te avistando em cena. Esse é o seu lugar, da onde se vê...se vê a Drica. Que na vida você continue a se render aquilo que te faz viver e seu coração bater, pois viver ultrapassa tudo.Pois:


"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.CL."




Por- Lili Lucca

1 comentários:

katia disse...

É isso ai Drica, desenvolva sempre mais, estarei independente de onde torcendo pelo seu sucesso!!!